Felipe Araújo

Acadêmicos do Tucuruvi retratou passado e presente brasileiro em seu desfile

Marcando a estreia do Carnavalesco Dione Leite a escola da zona norte traduziu em samba a história do Brasil

01/03/2019 Redação Liga SP - Foto: Felipe Araújo

A Acadêmicos do Tucuruvi foi a quarta escola a desfilar nesta primeira noite de apresentações do Grupo Especial do Carnaval de São Paulo.

Estreando na agremiação e com enredo autoral, o carnavalesco Dione Leite, desenvolve “Liberdade, o canto retumbante de um povo heroico”, sob o comando do emblemático Seu Jamil, que não escondeu a ansiedade em mais um desfile de sua agremiação. “A cada ano que passa eu sinto uma emoção diferente, eu desejo o título, mas ao meu lado tem outras treze com o mesmo desejo, a diferença desse ano é que estamos repaginados, vamos retratamos um pouco de cada época do Brasil, e finalizamos falando dos corruptos que precisam ser excluídos do nosso país”, descreve.

Na avenida, o Zaca, traçou um panorama entre a realidade e a fantasia, através da história do Brasil, desde a invasão de Pindorama até os dias de hoje, e o que chamou a atenção dos espectadores foi a comissão de frente, coreografada por André Oliveira. “A Comissão de Frente representou os primeiros opressores e os oprimidos, contamos na avenida a verdadeira história do descobrimento, na realidade ele não aconteceu o que houve foi uma invasão”, argumento o coreografo!

 

Fotos do Desfile da Acadêmicos do Tucuruvi