1 3 5

DIAS PARA O CARNAVAL!

Marcelo Messina/Liga SP

Comissão de Frente - teatralização e dança na avenida

Quesito é considerado cartão de visita da escola de samba por apresentar o enredo

24/01/2018 Redação Liga SP - Foto: Marcelo Messina/Liga SP

Em 2017, “Guardiões do Destino”, Comissão de Frente da Acadêmicos do Tatuapé, teve precisão coreográfica, fantasias, adereços e cadência acordada ao enredo. O resultado? Apresentou ao público do Sambódromo do Anhembi "Mãe-África conta a sua história: Do berço sagrado da humanidade ao abençoado menino da Terra do Ouro", enredo campeão do Grupo Especial.

Alinhado a essa movimentação, o coreógrafo André Almeida assina a Comissão de Frente da Império de Casa Verde há cinco anos e, neste ano, promete um trabalho com 15 componentes entre teatralizações e coreografias. Através de reuniões pontuais com o carnavalesco Jorge Freitas, com base na vasta obra “Les Miserábles”, ele carnavalizou o enredo “O povo: a nobreza real” e apresentará uma Comissão com cenografia, figurinos e apresentação de duas coreografias divididas em quatro atos.

Comissão de Frente da Império de Casa Verde em Ensaio Técnico no Anhembi (2018)

Já Jean Alex, coreógrafo da Mocidade Alegre, tem a grande responsabilidade de assinar a Comissão de Frente com o enredo “A voz Marrom que não deixa o samba morrer". Ele trabalha na escola há dois anos e idealizou uma coreografia para destacar a essência sambista de Alcione (a Marrom), homenageada pela escola.

Ainda este ano, Cris Rabelo, coreógrafa da Águia de Ouro há dois anos, tem a missão de contribuir para que a escola retorne ao Grupo Especial. Com coreografia inspirada no enredo “Mercadores de sonhos”, ela mesclará elementos das principais danças praticadas nas arábias, como Dabke e Dança dos Sete Véus (foto no título da matéria). Ela, que já foi jurada desse quesito por cinco anos no Carnaval paulistano, entende a importância de trabalhar com bailarinos. Daí a preferência em coreografar a Comissão sem a inclusão de cenários.

Comissão de Frente da Mocidade Alegre em Ensaio Técnico no Anhembi (2018)

Vale destacar que a Comissão de Frente é um quesito onde são avaliados sintonia, harmonia visual do conjunto e acabamento de fantasias e adereços. Formada por dez a quinze componentes, a Comissão de Frente foi conquistando glamour, especialmente quando foram sendo incorporados recursos tecnológicos às coreografias e eventuais teatralizações.