7 5 ,

DIAS PARA O CARNAVAL!

flyer enredos 3

Especial Enredos 2019 – Terceira noite de desfiles

Almejando duas vagas na elite do Carnaval de São Paulo oito escolas disputam o grupo de acesso 1, conheça os enredos

12/09/2018 Redação Liga SP - Foto: flyer enredos 3

Seguindo nossa série especial contando os enredos das agremiações, hoje a Liga SP desvenda o que as oito escolas que integram o grupo de acesso 1, preparam para o desfile 2019.

Estreando no grupo de acesso 1, a Mocidade Unida da Mooca, apelidada carinhosamente de MUM, abrirá o desfile na noite de domingo, 03 de março. Com o enredo “Manto Sagrado, A História que o Tempo Bordou”, a ideia central da escola é exaltar a memória do sambista contando a história do surgimento do pavilhão das escolas de samba. O enredo tem assinatura de Rodrigo Meiners.

"Para sempre vou te amar" esse será o enredo 2019 da segunda agremiação que entrará no Anhembi, a Independente Tricolor, no domingo de Carnaval. A proposta da escola da zona leste é aborda uma história de amor, inspirada livremente no livro “A Divina Comédia” obra-prima de Dante Alighieri. O responsável pelo desenvolvimento do projeto é o carnavalesco Leno Vidal.

A Barroca Zona Sul será a terceira escola do grupo de acesso 1, a entrar na passarela do samba. Com o enredo “Okê Arô”, desenvolvido pelos carnavalescos Carlos Pereira, Fernando Dias e Rogério Monteiro, a tradicional agremiação verde e rosa fará uma reverência à Oxóssi. O termo significa “Salve o grande caçador”, e é saudação ao Orixá.

Um encontro de águias, assim promete ser o desfile da Nenê de Vila Matilde. A escola da zona leste, será a quarta agremiação a brilhar no Anhembi e apresentará o enredo “A majestade do samba chegou! Corri pra ver...pra ver quem era. Chegando lá, era a Nenê e a Portela”, uma grande homenagem a Portela, sua madrinha no Carnaval e a sua própria história, que em 2019, completa 70 anos. Vladimir Carvalho, Willian Pereira e Felipe Diniz são os responsáveis pelo desenvolvimento do tema.

Quinta escola da terceira noite de desfiles do Carnaval de São Paulo, a Leandro de Itaquera desenvolve o enredo “Ubatuba. O reconto do caboclo sob a luz do luar”. Também com uma comissão de Carnaval, composta por Fabio Flish, Augusto Oliveira, Paulão, Denildo, Gemilson Durval, Dinei, Guilherme Estevão e Leomax Castro, a agremiação apresentará na passarela do samba a história de um índio que se tornou o caboclo de luz da Umbanda.

As histórias dos musicais infantis é o ponto de partida do enredo da Camisa Verde e Branco. Batizado de “Orin, Orin - Uma viagem sem fim... Quando os tambores ecoam na floresta, a Barra Funda está em festa”, o tema trará personagens como O Rei Leão, Cinderela, Branca de Neve, a Pequena Sereia e a Bela Adormecida. Sexta agremiação a entrar na passarela do samba, a agremiação tem o projeto desenvolvido pelo carnavalesco Eduardo Caetano. Nove vezes campeã do grupo especial, a escola da Barra Funda tem um único desejo, retornar a elite do Carnaval de São Paulo.

Cinco vezes campeã do grupo especial do Carnaval de São Paulo, a Unidos do Peruche é outra tradicional escola que almeja a saída do grupo de acesso 1. Desenvolvido pelo estreante no Carnaval paulista, Amauri Santos, o enredo “Nascem do ventre africano os valores do mundo. África, um passado presente no futuro da humanidade” trará para passarela do samba o berço da humanidade, a África, uma terra de tantos impérios mas que ainda sofre com o preconceito, a discriminação e a luta de classes.

A Pérola Negra fecha os desfiles do grupo de acesso 1 do Carnaval de São Paulo com o enredo “Da majestosa África, tu és negra mulher guerreira a verdadeira Pérola Negra”. A escola da Vila Madalena apresentará as grandes perolas femininas que representam bravamente a luta pelos direitos e ecoam aos quatro ventos “eu sou negra, mulher e guerreira”. Pelo terceiro ano seguido, o projeto será desenvolvido pelo carnavalesco Anselmo Brito.

As expectativas são grandes, o espetáculo certamente será inesquecível, e aqui no nosso site você conhece todos os detalhes!