2 2 4

DIAS PARA O CARNAVAL!

imagem-padrao

Homenageada pela Mocidade, Alcione revela ligação com Carnaval de São Paulo

Enredo "A voz Marrom que não deixa o samba morrer" será o terceiro a desfilar na segunda noite no Carnaval 2018

04/11/2017 Redação Liga SP - Foto: imagem-padrao

Homenageada pela Mocidade Alegre no samba de enredo para o Carnaval 2018, a cantora Alcione tem grande ligação com o Rio de Janeiro, principalmente com a Estação Primeira de Mangueira, tradicional escola carioca. Mas, em conversa com o site da Liga SP, a "Marrom" mostrou que tem história também no Carnaval de São Paulo. E que, apesar de ser próxima da "Morada do Samba", sempre foi fã de outra agremiação paulista.



"Em São Paulo eu na verdade sempre fui Nenê de Vila Matilde. Conheci primeiro a Mocidade Alegre e depois eu fui ter contato com Nenê de Vila Matilde. Gosto muito da história da Nenê. Mas a primeira escola que eu cantei foi a Mocidade Alegre", contou Alcione, que já levou até a cantora argentina Mercedes Sosa para a escola.

Sobre o Carnaval 2018, a "Marrom" se definiu como uma pessoa de sorte. O enredo escolhido pela Mocidade é uma homenagem aos seus 70 anos de idade e 45 de carreira.

"Precisa ter muita sorte para ser escolhida em São Paulo pela Mocidade Alegre para ser enredo nessa altura do campeonato. A Mocidade Alegre sempre fez um trabalho bonito, tem uma história no Carnaval muito bonita. Eu tinha mais é que ficar orgulhosa como estou, muito honrada e, especialmente, da comunidade ter concordado com isso. É bom quando você chega e entra pela porta da frente", comemorou Alcione.

O enredo "A voz Marrom que não deixa o samba morrer" será o terceiro a desfilar na segunda noite de folia no Sambódromo do Anhembi no Carnaval 2018. Dona de 10 títulos no Grupo Especial, a Mocidade Alegre tenta voltar ao lugar mais alto do pódio após quatro anos.

Matérias Recomendadas