Felipe Araújo

Lenda Amazônica foi retratada pela Mocidade Alegre

Morada do Samba une amor entre o sol e a lua para descrever história do nascimento do Rio Amazonas em seu desfile

02/03/2019 Redação Liga SP - Foto: Felipe Araújo

Dez vezes campeã do grupo especial do Carnaval de São Paulo, a Mocidade Alegre foi a terceira escola desfilar nesta segunda noite de apresentações no Sambódromo do Anhembi.

Intitulado “Aykamaé – As Águas Sagradas do Sol e da Lua”, o tema é baseado em uma lenda amazônica onde do amor entre o sol e a lua, deu a origem ao gigante e incomparável Rio Amazonas!

Logo na abertura de sua apresentação, a Mocidade Alegre descreveu a importância de seu enredo com a representação de sua comissão de frente, como descreveu o coreógrafo, Jean Alex. “Nosso elenco representa os espíritos da natureza, trazendo todo o romantismo, a história dessa lenda em toda sua pluralidade, tudo para introduzir essa linda história de amor”

Completando dezessete anos como componente da escola e desses oito ao lado de Mestre Sombra na Bateria Ritmo Puro, Aline Oliveira, representou em seu desfile a Princesa das Águas de Naim e fez questão de reforçar o seu amor pelo pavilhão da escola. “Cada ano parece ser o primeiro, estar à frente da Ritmo Puro é indescritível, parece que eu nunca desfile. Cada ano é uma emoção diferente”, confessa a Rainha.

 

 

Fotos do Desfile da Mocidade Alegre