Anhembi - Marcelo Messina

Oito escolas cruzam a passarela do samba neste domingo

Mocidade Unida da Mooca, Independente, Barroca, Nenê, Leandro, Camisa Verde e Branco, Unidos do Peruche e Perola Negra passarão pelo Anhembi

03/03/2019 Redação Liga SP - Foto: Anhembi - Marcelo Messina

Hoje é dia de oito escolas buscarem ascensão à elite do Carnaval paulista, serão apenas duas vagas que garantem em 2020, a honra de integrar o pelotão de elite.

Às 21h, quem abre a festa é a estreando no Grupo de Acesso 1, a Mocidade Unida da Mooca, apelidada carinhosamente de MUM, a agremiação apresentará “Manto Sagrado, A História que o Tempo Bordou”, a ideia central da escola é exaltar a memória do sambista contando a história do surgimento do pavilhão das escolas de samba.

"Para sempre vou te amar" esse será o enredo 2019 da segunda agremiação que entrará no Anhembi, às 22h, a Independente Tricolor. A proposta da escola da zona leste é aborda uma história de amor, inspirada livremente no livro “A Divina Comédia” obra-prima de Dante Alighieri.

A Barroca Zona Sul será a terceira escola do Grupo de Acesso 1, a entrar na passarela do samba, às 23h. Com o enredo “Okê Arô”, desenvolvido pelos carnavalescos Carlos Pereira, Fernando Dias e Rogério Monteiro, a tradicional agremiação verde e rosa fará uma reverência à Oxóssi. O termo significa “Salve o grande caçador”, e é saudação ao Orixá.

Um encontro de águias, assim promete ser o desfile da Nenê de Vila Matilde. A escola da zona leste, será a quarta agremiação a brilhar no Anhembi, às 00h, e apresentará o enredo “A majestade do samba chegou! Corri pra ver...pra ver quem era. Chegando lá, era a Nenê e a Portela”, uma grande homenagem a Portela, sua madrinha no Carnaval e a sua própria história, que em 2019, completou 70 anos.

Quinta escola da terceira noite de desfiles do Carnaval de São Paulo, a Leandro de Itaquera desenvolve o enredo “Ubatuba. O reconto do caboclo sob a luz do luar”. A agremiação cruza a faixa amarela às 01h, e apresentará a história de um índio que se tornou o caboclo de luz da Umbanda.

As histórias dos musicais infantis é o ponto de partida do enredo da Camisa Verde e Branco. Batizado de “Orin, Orin - Uma viagem sem fim... Quando os tambores ecoam na floresta, a Barra Funda está em festa”, o tema trará personagens como O Rei Leão, Cinderela, Branca de Neve, a Pequena Sereia e a Bela Adormecida. Nove vezes campeã do Grupo Especial, a escola da Barra Funda tem um único desejo, retornar a elite do Carnaval de São Paulo e cruza a passarela do samba, às 02h.

Cinco vezes campeã do Grupo Especial do Carnaval de São Paulo, a Unidos do Peruche é outra tradicional escola que almeja a saída do Grupo de Acesso 1. A agremiação entra na avenida, às 03h, e apresenta o enredo “Nascem do ventre africano os valores do mundo. África, um passado presente no futuro da humanidade” que trará para passarela do samba, a África, uma terra de tantos impérios mas que ainda sofre com o preconceito, a discriminação e a luta de classes.

A Pérola Negra fecha os desfiles do Grupo de Acesso 1, do Carnaval de São Paulo com o enredo “Da majestosa África, tu és negra mulher guerreira a verdadeira Pérola Negra”. A escola da Vila Madalena apresentará as grandes perolas femininas que representam bravamente a luta pelos direitos e ecoam aos quatro ventos “eu sou negra, mulher e guerreira”, a escola cruza a faixa amarela, às 04h!