Felipe Araújo

Peruche foi a penúltima escola a se apresentar neste domingo

Em uma homenagem a África e as diversas lutas de classe, a escola do Limão sonha em voltar para a elite do Carnaval Paulista

03/03/2019 Redação Liga SP - Foto: Felipe Araújo

Cinco vezes campeã do Grupo Especial do Carnaval de São Paulo, a Unidos do Peruche é outra tradicional escola que almeja a saída do Grupo de Acesso 1 e sonha com o retorno a elite do Carnaval de São Paulo.

A agremiação que apresentou o enredo “Nascem do ventre africano os valores do mundo. África, um passado presente no futuro da humanidade” trouxe para passarela do samba, a África, uma terra de tantos impérios mas que ainda sofre com o preconceito, a discriminação e a luta de classes.

Para o conselheiro administrativo, Luís Carlos Teles, o momento é de otimismo e confiança no trabalho realizado. “Ninguém é maior que nós, podemos ser iguais, maior nunca. Precisamos acreditar no potencial da nossa comunidade e em tudo que construímos nos últimos meses”

Apesar de muitos anos desfilando no Carnaval de São Paulo, a dançarina, cantora e atriz Rita Cadillac assume pela primeira vez o cargo de madrinha de bateria de uma escola, no caso, a Unidos de Peruche e fez questão de declarar a emoção desse momento. “Hoje foi um misto de sentimentos e uma vontade imensa de provar que eu posso. Apesar de gostar muito do Carnaval o que eu tenho para oferecer neste momento é muita alegria e entrega da minha pessoa”, confidenciou!

 

Fotos do Desfile da Unidos do Peruche