7 5 ,

DIAS PARA O CARNAVAL!

Gravação do CD 2019 - Peruche

Peruche e Império gravam seus sambas para 2019

As agremiações gravaram na noite desta terça-feira os seus respectivos hinos para o próximo Carnaval

03/10/2018 Redação Liga SP - Foto: Gravação do CD 2019 - Peruche

Mais duas escolas gravaram nesta terça-feira (03), os seus respectivos sambas de enredo para o desfile 2019, Unidos do Peruche e Império de Casa Verde. A trilha sonora, além da participação da comunidade contou com a experiência de seus interpretes e mestres de bateria, que pelo segundo ano realizam a gravação do CD sambas de enredo nesse formato.

Para o Mestre Call, da Unidos do Peruche esse é um dos formatos mais bacanas que a Liga SP, já implantou. “A sensação dessa gravação ao vivo é muito melhor do que a de um estúdio, além do número de ritmistas ser superior tem o fato de termos mais autonomia da bateria”, comenta o comandante da Bateria Rolo Compressor.

Completando quinze anos à frente da Bateria Barcelona do Samba, Mestre Zoinho, da Império de Casa Verde, afirma que o Carnaval de São Paulo está dando um passo muito grande em termos de estrutura de gravação. “Para quem consome o CD do Carnaval é um avanço imenso, e é muito bom para as escolas de samba, confesso que nunca vi nada igual aqui em São Paulo. O CD sempre foi um produto muito consumido e nos últimos anos isso teve uma queda brusca, mas tenho certeza que com todas essas inovações a tendência é voltar a crescer”, comemora.

Com o enredo “Nascem do ventre africano os valores do mundo. África, um passado presente no futuro da humanidade” o interprete da Unidos da Peruche, Toninho Penteado também elogiou o formato adotado pelo segundo ano pela Liga SP. “Para quem gosta de fazer música ao vivo, como é o meu caso, é muito legal. No estúdio é bom também mais me sinto meio robotizado. Aqui tem a cara de avenida, adrenalina pura”, reitera.

Com a missão de cantar os 124 anos do cinema com o enredo “O Império Contra-Ataca”, a escola da Casa Verde traz no comando do seu carro de som o interprete Carlos Júnior, veterano no Carnaval de São Paulo e também acostumado a diferentes formatos de gravação. “Essa gravação retrata musicalmente o que é o Carnaval, com a música, a dança, tudo aliado com o “ao vivo” funciona e emociona. Eu acho legal a gravação de estúdio, boa para músicos e interprete, mas eu acredito que o “ao vivo” abrange bem mais a parte artística. Em uma época que a internet está tão inserida na vida das pessoas você consegue acompanhar aqui a nossa gravação e sentir todo o clima desse projeto na integra”, conclui.

E as gravações na Fábrica do Samba segue a todo vapor, hoje a partir das 20h, tem Independente Tricolor, e às 22h30 tem Nenê de Vila Matilde. E você pode acompanhar tudo “ao vivo” pelo Youtube e pelo Facebook da Liga SP.