1 3 5

DIAS PARA O CARNAVAL!

gravação do CD 2019 - tom maior

Tom Maior e Dragões gravam suas faixas para o CD Sambas de Enredo

Com cerca de cem componentes cada agremiação colocou som e voz em sua trilha sonora para o Carnaval 2019

02/10/2018 Redação Liga SP - Foto: gravação do CD 2019 - tom maior

Interpretes, mestres, ritmistas e integrantes das comunidades da Tom Maior e da Dragões da Real estiveram na Fábrica do Samba nesta segunda-feira (01), ambas as agremiações gravaram os seus sambas de enredo para o Carnaval 2019.

Com muito gingado, samba no pé e letra na ponta da língua, a comunidade da Tom Maior abriu os trabalhos na noite de ontem. Pelo terceiro ano à frente do carro de som, o interprete carioca, Bruno Ribas, afirmou acreditar que esse formato de gravação é o que mais funciona. “Eu tenho essa base como viva, todo mundo na mesma pulsação e com a energia que estamos sentindo no momento. Essa gravação não é só importante para a escola de samba, mas também para que a divulgação seja um pouco mais real. Estou muito feliz de integrar esse projeto por mais um ano”, comenta Bruno.

Acostumado a vários formatos, Renê Sobral, interprete da Dragões da Real é só elogios para o formato implantado pela Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo. “Eu acho essa gravação “ao vivo” uma grande sacada da Liga SP, e a cada ano evolui mais. Colocar mais tecnologia a disposição das escolas, dos produtores e o fato de estar dentro da Fábrica do Samba, onde toda a parte artística é feita, é maravilhoso. Trazer a parte musical para esse ambiente, só nos faz entrar ainda mais no clima. Eu sou 100% a favor da Liga SP estar inovando para beneficiar sempre as escolas de samba”, comemora o interprete.

Para os Mestres de Bateria essa forma de gravação só enriquece mais o trabalho que é executado o ano todo como afirmou Tornado, que defende as cores da Dragões da Real pelo sexto ano. “Eu acho essa estrutura muito boa, a cada ano a Liga SP, se aperfeiçoa mais. A tendência é colocarmos cada vez mais em evidencia o Carnaval de São Paulo. Aqui trazemos o que é a escola de samba, o que fazemos na quadra e o que podemos fazer na avenida”, complementa o Mestre.

Com quase 30 anos de avenida e desse dez como Mestre, Carlão, da Tom Maior compartilha da mesma opinião e reforça a importância dessas gravações acontecerem neste formato. “Você mostra a característica de cada escola, de cada naipe e não fica uma coisa tão engessada. No estúdio a nossa chance de erro é quase zero, mas aqui, pode até haver uma falha ou outra que desaparece quando o calor da emoção transparece e toma conta. O ritmista participa, dança, canta e cria uma sinergia em relação ao CD. Eu já participei de vários formatos de gravação, mas esse sem dúvida, é o que traz mais emoção”, comemora.

Hoje tem mais, como já virou tradição no Carnaval de São Paulo, tem transmissão ao vivo pelo Youtube e pelo Facebook da Liga SP. A Unidos do Peruche entra no estúdio a partir das 20h e na sequência tem Império de Casa Verde!