2 8 0

DIAS PARA O CARNAVAL!

Marcelo Messina/LigaSP

Tri do Acesso 2, carnavalesco diz que escolheu Dom Bosco por desafio inédito

Danilo Dantas analisa trabalho na Tradição Albertinense conta que rejeitou escolas do Acesso 1 por Dom Bosco

20/04/2018 Redação Liga SP - Foto: Marcelo Messina/LigaSP

Três títulos do Grupo de Acesso 2 é o que credencia Danilo Dantas em seu novo desafio: levar a Dom Bosco pela primeira vez em sua história para o Grupo de Acesso do Carnaval de São Paulo. Após o quinto lugar em 2018 com a Tradição Albertinense, o carnavalesco já planeja a disputa de 2019.

Em entrevista à Liga SP, Danilo analisou a competição deste ano, as dificuldades enfrentadas com a Tradição e o motivo de ter aceitado a proposta da Dom Bosco - mesmo com ofertas até do Grupo de Acesso. Campeão da terceira divisão com Colorado do Brás (2013) e Barroca Zona Sul (2015 e 2017), ele contou o segredo de seu sucesso e deixou claro: quer o troféu inédito para sua nova agremiação.

Liga SP - Como você avalia o trabalho na Tradição Albertinense e o resultado do Carnaval 2018?
Danilo Dantas - Avalio como positivo. Nosso objetivo desde o início era deixar a escola entre as cinco melhores e sabíamos que o quinto lugar era o que podíamos alcançar.  A agremiação é nova e ainda pequena estruturalmente. Minha missão era mudar a cara plástica da escola e conseguimos. A Tradição saiu mais forte do Carnaval 2018 e pronta pra alçar novos voos.  Por isso considero que o resultado só veio coroar o brilhantismo e o trabalho que foi traçado lá no início.

Liga SP - Qual foi a principal dificuldade durante o desenvolvimento do Carnaval com a Tradição Albertinense?
Danilo Dantas - O primeiro de tudo o orçamento apertado. Depois, a falta de estrutura, pois o barracão foi nosso calcanhar de Aquiles. Se não fosse a liberação da Fábrica do Samba 2 na última semana antes do Carnaval, dificilmente colocaríamos as alegorias aptas para desfilar.

Liga SP - Como foi a decisão de sair da Tradição e, posteriormente, fechar com a Dom Bosco?
Danilo Dantas - Eu não esperava sair nem receber convite algum. Não que eu não acreditasse no meu potencial, mas por ter feito Carnaval em um Grupo e em uma escola, digamos, com menos visibilidade, mesmo tendo feito um grande trabalho achei que não viria nenhuma proposta. Porém fui surpreendido com propostas dos Grupos de Acesso 1 e 2 e me encontrei numa situação delicada. Procurei ouvir todos os projetos e optei pelo da Dom Bosco por ser uma escola que está brigando para subir para o Grupo de Acesso 1 nos últimos quatro anos, pela estrutura da escola e, principalmente, pelo fato de poder voltar a brigar pelo titulo do Acesso 2. Nos últimos seis Carnavais do Grupo eu ganhei três vezes e quero brigar, e muito, pela quarta conquista. Espero conseguir agora pela Dom Bosco.

Liga SP - A Dom Bosco acabou te seduzindo mais do que agremiações do Grupo de Acesso 1?
Danilo Dantas - Sim, por um motivo especial: a estrutura que a escola tem que nos condiciona a fazer um Carnaval tranquilo e organizado.
O fato de querer começar cedo me motivou e muito. Já fiz o Grupo de Acesso 1 três vezes e tive a oportunidade de voltar para o Grupo ao ser campeão do Acesso 2 em 2017, mas prefiro colocar na balança o bem estar, a felicidade e a motivação. Para mim, mais que estar numa posição de destaque num Grupo acima, é estar em um lugar que me faça feliz.

Liga SP - Você, com três títulos do Acesso 2 no currículo, diria que há algum segredo ou diferencial para chegar às conquistas?
Danilo Dantas - Não tem segredo. É Carnaval com fácil leitura, enredos inteligentes e sempre contar com a força da comunidade e de todos os setores. Sinergia sempre.

Liga SP - E o que poderia adiantar sobre o projeto para o Carnaval 2019?
Danilo Dantas - Já iniciei as pesquisas do enredo e de certo é que vamos levar para a avenida um enredo alegre, ligado com a história sem fugir da atualidade. Principalmente, com a alma e essência Dom Bosco. Será grandioso.

Matérias Recomendadas