2 8 0

DIAS PARA O CARNAVAL!

Marcelo Messina/Liga SP

Tucuruvi: a reestruturação para o Carnaval SP 2018

Cinco dias depois do incêndio que destruiu 90% das fantasias da escola, carnavalesco Flavio Campello fala sobre a reconstrução do desfile; assista

09/01/2018 Redação Liga SP - Foto: Marcelo Messina/Liga SP
Gratidão é a palavra que resume o sentimento do carnavalesco Flavio Campello após o terror de ver um incêndio atingir o galpão e destruir as fantasias da Acadêmicos do Tucuruvi a pouco mais de 30 dias do Carnaval 2018. Cinco dias após o acidente que comoveu a comunidade do samba, a agremiação da Zona Norte de São Paulo já seguiu em frente e trabalha a todo vapor para se reerguer e fazer bonito na avenida.
 

 
"Desde o dia [do incêndio], recebemos milhares de mensagens de pessoas que queriam contribuir com cinco minutos, uma hora, um dia de trabalho e todas essas pessoas fizeram a diferença. No domingo, eu estava no nosso QG e notamos a força das pessoas em prol do projeto e da escola. Isso não tem preço", destacou Campello em entrevista à Liga SP.
 
+ Você sabe por que a data do Carnaval muda todo ano?
 
Do presidente Jamil a integrantes da comunidade, todos estão se dedicando ao máximo e aproveitando o que sobrou para fazer a Tucuruvi brilhar na passarela do samba. "A gente está trabalhando hoje em prol de uma originalidade com misto de criatividade, já que o luxo em 30 dias não vamos conseguir restaurar. Estávamos com 90% do nosso Carnaval concluído, mas nós perdemos basicamente tudo e estamos tentando recriar peças para dar sentido ao que sobrou", afirmou. Campello ressaltou que o público não irá deixar de ver sua escola cantar o enredo "Uma Noite do Museu".
 
+ Acompanhe os ensaios técnicos do Carnaval SP 2018
 
"Eu queria lançar uma palavra para representar e sintetizar tudo o que estamos fazendo até o dia 9 de fevereiro: gratidão. Queria agradecer a comunidade, os anônimos, os sambistas, fornecedores e todas as pessoas que se empenharam a nos ajudar nesse momento. Com certeza, levaremos no dia 9 de fevereiro uma Tucuruvi unida, cheia de força, garra e, acima de tudo, com superação. Superação na alma, na cabeça erguida, na marcha que faremos no dia do desfile para que possamos cantar e emanar o nosso samba de enredo. E levantar a bandeira de Uma Noite do Museu, que era um grande sonho meu, e deixar claro que essa noite no museu não vai acabar nunca", finalizou o carnavalesco.
 
Após o incidente para comprometer a festa da Acadêmicos do Tucuruvi, os presidentes das 13 escolas de samba do Grupo Especial do Carnaval de São Paulo se reuniram na sede da Liga SP, no último dia 4 de janeiro, e decidiram por unanimidade que a Tucuruvi irá manter a sua apresentação no Carnaval 2018, porém estará isenta de julgamentos.
 
 

Matérias Recomendadas