Felipe Araújo

Vai-Vai abordou luta do povo negro em seu desfile

Escola do Bixiga foi a quarta escola a atravessar a passarela do samba em segunda noite de desfiles

02/03/2019 Redação Liga SP - Foto: Felipe Araújo

Campeão de títulos do grupo especial do Carnaval de São Paulo, ao todo quinze, a Vai-Vai foi a quarta agremiação a entrar no Sambódromo do Anhembi, neste sábado de Carnaval.

Com o enredo “Vai-Vai: o quilombo do futuro”, a agremiação do Bixiga retratou um africano contador de histórias, que convidou o público presente há embarcar em uma viagem, a parada principal foram as lutas que até hoje o povo negro enfrenta.

A vice-presidente da agremiação, Ana Murari, cruzou a faixa amarela confiante em mais um título. “Esse ano viemos confiantes demais, nos preparamos muito e assim esperamos que aconteça o tão sonhado título. Queremos mostrar o quanto a raça negra tem um futuro brilhante, ela não é escrava. Nossa escola é uma questão de pele, de vivencia de amor”, desabafa.

Assumindo o comando do carro de som da Vai-Vai, Grazzi Brazil descreveu toda emoção em ocupar esse cargo e ser a única mulher no Carnaval de São Paulo nessa posição. “É uma loucura, sem palavras, eu confesso que eu não sei dizer, é uma honra estar aqui, uma grande responsabilidade eu cantar um samba tão lindo e que diz tantas coisas. Esse é o meu terceiro Carnaval, e a Vai-Vai é de fato a minha casa”, afirmou a interprete.

 

Fotos do Desfile da Vai-Vai