2 5 3

DIAS PARA O CARNAVAL!

Marcelo Messina/LigaSP

Wagner Santos exalta Tatuapé: "Não se ganha Carnaval sem comunidade"

Carnavalesco fez balanço de 2018 e contou o que planeja para desfile de 2019. Exaltando bravos guerreiros, escola quer levar ânimo às pessoas

25/05/2018 Redação Liga SP - Foto: Marcelo Messina/LigaSP

Bicampeã do Carnaval de São Paulo, a Acadêmicos do Tatuapé conseguiu chegar lá graças à força de sua comunidade. É a opinião do carnavalesco Wágner Santos, que sabe da responsabilidade que tem em mãos: após títulos nos últimos dois anos, a escola será a principal a ser batida em 2019.

Em entrevista à Liga SP, o profissional analisou o resultado do Carnaval 2018, falou sobre as dificuldades para chegar à conquista e contou um pouco do que vem por aí na próxima temporada - a homenagem aos chamados "Bravos Guerreiros" em um desfile alegre, colorido e emocionante:

Liga SP - O Carnaval 2018 foi muito equilibrado e a Tatuapé sempre se colocou entre as favoritas. Como você avalia o resultado da disputa?
Wágner Santos - O desfile em si da Tatuapé não foi fácil. Talvez as pessoas achem que foi um trabalho fácil por ter sido com reciclagem, mas foi muito difícil de ser feito. E a gente conseguiu fazer esse trabalho com bastante excelência, fizemos um trabalho maravilhoso em termos de reaproveitamento dos materiais. A nossa comunidade, cada setor fez a sua parte e também nós agradecemos todos os setores que participaram do nosso último Carnaval. Foi uma vitória suada, mas uma vitória merecida. A Tatuapé fez um excelente trabalho de harmonia, de evolução e de canto e estou muito feliz. Agora, já esquecendo o Carnaval de 2018, estamos trabalhando no projeto de 2019, que é um projeto que a gente vai homenagear os bravos guerreiros, guerreiros que passaram pela história e deixaram seus nomes para a eternidade. Será um enredo que iremos trabalhar com muita emoção, um enredo que a comunidade quer muito, um enredo escolhido pela própria comunidade juntamente com a diretoria e com certeza vamos preparar um grande espetáculo.

Liga SP - Como foi a concepção do enredo "Bravos Guerreiros"?
Wágner Santos - A ideia surgiu através da diretoria, de um componente de nossa agremiação. Ela foi sendo amadurecida pelo nosso diretor de Carnaval e todo mundo junto trabalhando no desenvolvimento desse projeto.

Liga SP - E como você imagina estruturar esse desfile na avenida?
Wágner Santos - A Tatuapé não vai deixar de fazer grandes alegorias, vai continuar vindo com fantasias grandes e volumosas e vamos sim fazer um grande espetáculo em homenagem à nossa comunidade e a todos os brasileiros que lutam diariamente por vidas melhores. Nosso enredo tem essa proposta de levar um pouco mais de ânimo e entusiasmo para as pessoas que hoje atravessam uma fase muito difícil por conta do momento do nosso País. Já estou nesse momento trabalhando no desenvolvimento dos desenhos. Pretendo levar de uma forma bem alegre e colorida, apesar de ser um enredo que tenha muitas passagens de sangue, vamos trazer muita alegria, o sabor da vitória, para ter a ideia de porquê lutamos, a importância da luta, a importância da conquista. Vamos retratar esse enredo de uma forma bem alegre e colorida, como é a Tatuapé. Vai ser um enredo com muitos trabalhos coreográficos em nossos carros alegóricos, vamos ter bastantes alas coreografadas. Um grande trabalho independente de qualquer resultado.

Liga SP - O presidente da Tatuapé sempre fala em fazer o melhor desfile da vida até aquele momento, sempre superar o Carnaval passado.
Wágner Santos - Exatamente! O Carnaval é um próprio trabalho de guerreiros, porque no nosso enredo nós vamos homenagear a comunidade do samba, os baluartes, as pessoas que lutaram muito para que as escolas de samba chegassem onde chegaram hoje. Com tantas lutas, com tanto sofrimento, com tanto preconceito. E o samba venceu, o samba faz parte dessa história.

Liga SP - Quatro escolas ficaram empatadas com a pontuação máxima. Como analisa isso?
Wágner Santos - O Carnaval de São Paulo está chegando a um nível tão bom que é um detalhe, uma ponta de ferro aparecendo, para você perder alguma coisinha é o suficiente para você perder o Carnaval. Se você entrar já perdendo algum pontinho lá no começo você já sabe que não vai ganhar o Carnaval. Porque o Carnaval está dessa forma, o espetáculo está exigente.

Liga SP - Está indo para seu segundo ano. Por já conhecer a comunidade o trabalho desse ano sai de forma mais natural?
Wágner Santos - É um presente que ganhei estar dentro dessa comunidade. Porque quando cheguei na Tatuapé os grupos já estavam formados para sair em carros. Eu tinha dúvidas em algumas coisas porque eu não conhecia o trabalho de todos eles. Agora eu tenho o maior orgulho de trabalhar com eles porque hoje eu conheço as pessoas que participam da escola, conheço as pessoas que vão sair em cima das alegorias, eu conheço os grupos. E agora eu vou dispor um pouco mais de mim e vou me dedicar um pouco mais a esse lado, vou passar as minhas ideias para os coreógrafos, vou passar algumas concepções de ideias, de volume, composição, estilo para trazer algo bacana, inovador e diferente. Porque a comunidade é maravilhosa, é uma comunidade que trabalha. Eles são o sangue, comparecem em todos os ensaios. Eu digo que é um presente porque é uma comunidade que acaba caindo na mão de um carnavalesco que também quer fazer coisas novas. Eu tenho muita coisa bacana para ser mostrada e juntos estamos desenvolvendo um belo trabalho. A gente ganhar o Carnaval com uma comunidade. Não se ganha o Carnaval somente por uma direção, por uma evolução, por um ritmista. O Carnaval a gente ganha por todo um conjunto, mas, principalmente, por conta de uma comunidade.

Matérias Recomendadas