Independente

Ficha técnica

Fundação: 17/05/1987

 

Cores oficiais: Vermelho, branco e preto

 

Presidente: Alessandro Oliveira Santana (Batata)

 

Vice: Marcelo de Souza

 

Carnavalesco: Leno Ricardo V. de Freitas (Leno Vidal)

 

Mestre de Bateria: Klemen Lute Gioz Bernardo (Klemen Gioz)

 

Primeiro Casal de mestre-sala e porta-bandeira: Cleydson Ferreira da Silva e Jessica Lopes Veríssimo Passos

 

Diretor Geral de Carnaval: Demis Roberto Correia de Melo

 

Diretores de Harmonia: Demis Roberto, Renato de Moura Castro, Emilio Carlos Bonano Júnior, Marcelo Sena de Alencar (Vuco), Alexandre Batista (Favela)

 

Intérprete: Rafael Pereira de Souza Pinah (Rafael Pinah)

 

Colocação em 2018: 13º Lugar - Grupo Especial

 

Ordem do Desfile em 2019
Grupo de Acesso - Domingo - 03/03
2ª Escola à Desfilar  - 22H00

 

Enredo de 2019: “Para Sempre Vou Te Amar!"

Enredo 2019

 

 

Letra do Samba

PARA SEMPRE VOU TE AMAR!

 

Renascer das cinzas
Meu grande amor de Carnaval
Independente é paixão
Sentimentos movidos por um ideal

 

No ritmo forte do samba
Desperta um romance de bambas
Boêmio, poeta e amante
Aquele que chamam de Dante
Se apaixonou pela cabrocha Beatriz
Um, cometeu a traição
Partiu a dona do seu coração
Que foi morar no infinito
Perdido na selva da desilusão
Recebe um amparo de luz
O guardião que o destino conduz

 

Foi o rei da malandragem quem surgiu
Os caminhos da viagem, ele abriu
Em cada ponto que se fez presente
Guiou os passos na linha de frente

 

No reino infernal da folia
A corte caiu na orgia
Relembra o pecado vivido
O viajante arrependido
Em uma barca celestial
Buscando a purificação
Cruzou um cenário de redenção
Encontrou sua doce amada
Consagrado por ela se encantou
Eternizou o paraíso alcançou

Na retomada dessa história divinal
Faz a festa e vem cantar
“Pra Sempre Vou Te Amar”.

 

Compositores: Rafael Pínah, Fabiano Melodia, Formiga e Dom Júnior

 

Nossa história

No início da década de 2000, a Torcida Independente começou a se organizar para participar do Carnaval de São Paulo, assim foi criado o Bloco Independente, com estatuto separado da torcida.
 
Em 2009, quando o bloco já havia se transformado em Escola de Samba, incorporou a Malungos e passou a adotar a denominação “Grêmio Recreativo Cultural e Escola de Samba Malungos Independente”. Com esse nome, a agremiação participou do Carnaval 2010, desfilando pelo Grupo  4 da UESP (equivalente à sexta divisão) e subindo para o Grupo 3. Em 2011, desfilou com o enredo “O que que a Bahia tem?” e se manteve no Grupo 3 da União das Escolas de Samba Paulistanas.
 
Uma série de acessos veio em seguida. Em 2012, a escola passou a se chamar apenas “Grêmio Recreativo e Cultural Escola de Samba Independente Tricolor” e desfilou na Vila Esperança com o enredo “As Sete Novas Maravilhas do Mundo”, ficando com a segunda colocação no Grupo 3 da UESP. Subiu, assim, para o Grupo 2.
 
No ano seguinte, a Independente desfilou no autódromo de Interlagos. A agremiação levou para a avenida um enredo sobre o baralho, conquistando o título do Grupo 2 da UESP. Ganhou, assim, o direito de desfilar no Sambódromo paulistano no carnaval seguinte.
 
Em 2014, a escola fez sua estreia no grupo 1 da UESP e se sagrou novamente campeã com o enredo “Canção paulistana”, uma homenagem a algumas das mais famosas canções que homenageiam a cidade. Com o novo título, obteve o direito de desfilar pelo Grupo de Acesso da Liga SP em 2015.
 
A Independente Tricolor irá desfilar pela primeira vez no Grupo Especial do Carnaval paulistano em 2018.

Últimas notícias Ver todas