2 8 0

DIAS PARA O CARNAVAL!

Independente

Ficha técnica

Fundação: 17/05/1987

Cores oficiais: Vermelho, branco e preto

Presidente: Alessandro Oliveira Santana (Batata)

Vice: Marcelo de Souza

Comissão de Carnaval: Anderson Rodrigues, Roberto Monteiros e André Cezari

Diretor de Bateria: Mestre Klemen Gioz

Primeiro Casal de mestre-sala e porta-bandeira: Cleydson Ferreira da Silva e Lenita Pereira Magrini

Diretor Geral de Carnaval: Mestre Adamastor

Diretor de Harmonia: Demis Roberto

Rainha de Bateria: Helena Soares

Madrinha de Bateria: Sheila Mello

Enredo de 2018: “Em cartaz: Luz, Câmera e Terror... Uma produção independente!"

Intérprete: Pe Santana e Rafael Pinah

Melhor colocação no Grupo Especial: Estreante em 2018

Enredo 2018

 

Letra do Samba

EM CARTAZ: LUZ, CÂMERA E TERROR... UMA PRODUÇÃO INDEPENDENTE!

Hoje o bicho vai pegar
Vem ver a plateia delirar, enlouquecer
Saiu da tela, entrou na mente
É o terror independente

Em cartaz uma produção arrepiante
Meu filme traz cenas de pavor a cada instante
É tempo de feitiçaria, a magia está no ar
Na santa chama, deixa a bruxa queimar
A carruagem revela o gênio macabro nacional
Fez o cinema vibrar no cenário do carnaval
Zumbis tomam conta da selva de pedra
A luta do bem contra o mal começou
Nas ruas o caos é assustador

Tem vampiros entrando em ação
A lua brilha na escuridão
Segue o baile no meio do povo
O lobisomem ataca de novo

Estranhas visões, assombrações
Resurgem causando espanto
Será ilusão na embarcação?
Fantasmas em todos os cantos
Famosos vilões da história
Marcaram a nossa memória
Na noite dos horrores
O final que eu sempre quis
Fazendo a festa sem medo de ser feliz


Compositores: Pê Santana, Rafael Pinah, Márcio André, Rodolfo Minuetto, Rodrigo Minuetto, Marcinho e Beto.

Nossa história

No início da década de 2000, a Torcida Independente começou a se organizar para participar do Carnaval de São Paulo, assim foi criado o Bloco Independente, com estatuto separado da torcida.
 
Em 2009, quando o bloco já havia se transformado em Escola de Samba, incorporou a Malungos e passou a adotar a denominação “Grêmio Recreativo Cultural e Escola de Samba Malungos Independente”. Com esse nome, a agremiação participou do Carnaval 2010, desfilando pelo Grupo  4 da UESP (equivalente à sexta divisão) e subindo para o Grupo 3. Em 2011, desfilou com o enredo “O que que a Bahia tem?” e se manteve no Grupo 3 da União das Escolas de Samba Paulistanas.
 
Uma série de acessos veio em seguida. Em 2012, a escola passou a se chamar apenas “Grêmio Recreativo e Cultural Escola de Samba Independente Tricolor” e desfilou na Vila Esperança com o enredo “As Sete Novas Maravilhas do Mundo”, ficando com a segunda colocação no Grupo 3 da UESP. Subiu, assim, para o Grupo 2.
 
No ano seguinte, a Independente desfilou no autódromo de Interlagos. A agremiação levou para a avenida um enredo sobre o baralho, conquistando o título do Grupo 2 da UESP. Ganhou, assim, o direito de desfilar no Sambódromo paulistano no carnaval seguinte.
 
Em 2014, a escola fez sua estreia no grupo 1 da UESP e se sagrou novamente campeã com o enredo “Canção paulistana”, uma homenagem a algumas das mais famosas canções que homenageiam a cidade. Com o novo título, obteve o direito de desfilar pelo Grupo de Acesso da Liga SP em 2015.
 
A Independente Tricolor irá desfilar pela primeira vez no Grupo Especial do Carnaval paulistano em 2018.

Últimas notícias Ver todas

Matérias Recomendadas