0 5 2

DIAS PARA O CARNAVAL!

GARANTA SEU
INGRESSO!

X-9 Paulistana

Ficha técnica

Fundação: 12/02/1975

Cores oficiais: Verde, vermelho e branco

Presidente: Ailton Martinelli (Branco)

Vice:  Fabiano Paz (Dentinho)

Carnavalesco: Amarildo de Melo

Mestres de Bateria: Fabio Américo e Kito

Diretor de Carnaval:

Diretores de Harmonia: Gutemberg Gomes (Berg)

Rainha de Bateria: Juju Salimeni

Madrinha da Escola: Tarini Lopes

Enredo de 2018: "A voz do samba é a voz de Deus. Depois da tempestade, vem a bonança!"

Intérprete: Darlan Alves

Melhor colocação no Grupo Especial: 2 títulos (1997 e 2000)

Texto Destaque

O Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba X-9 Paulistana foi fundado em 12 de fevereiro de 1975, no bairro da Parada Inglesa, Zona Norte de São Paulo, por um grupo de amigos que comemoravam no famoso Bar do Japonês a vitória do seu time de futebol.
 
Após um período de amadorismo, a escola se profissionalizou e, como resultado, conquistou dois títulos do Grupo Especial, em 1997 e 2000.
 
De volta à elite do Carnaval paulistano depois de um ano no Grupo de Acesso, a X-9 irá abrir a segunda noite de desfiles no Anhembi. O enredo cantado será "A voz do samba é a voz de Deus. Depois da tempestade, vem a bonança!", que falará sobre os ditos populares brasileiros.

Nossa história

O Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba X-9 Paulistana foi fundado em 12 de fevereiro de 1975, no bairro da Parada Inglesa, Zona Norte de São Paulo.
 
Na ocasião, um grupo de amigos comemorava no famoso Bar do Japonês a vitória do seu time de futebol, o Grêmio Internacional Parada Inglesa, time de várzea da região, e, como em qualquer comemoração, era indispensável uma boa batucada. Assim surgiu a ideia de fundar uma escola de samba.
 
Da sua fundação até meados da década de 1980, a participação da escola no Carnaval paulistano era tímida. Mas uma nova administração deu novo estilo para a agremiação e logo veio a recompensa. A X-9 sagrou-se campeã em todos os grupos intermediários até disputar, pela primeira vez em sua história, o Grupo Especial em 1995.
 
Em 1997, a agremiação foi campeã com o enredo “Amazônia, a Dama do Universo”, feito inédito para uma escola de samba com apenas três desfiles no Grupo Especial. Outro título veio em 2000, cantando o enredo "Quem é você, Café!".  Conquistou ainda dois vice-campeonatos, em 2004 e 2005.
 
A X-9 fez parte do Grupo Especial até 2016, quando acabou rebaixada para o Grupo de Acesso. Com novo título em 2017, a escola retorna à elite do samba paulistano em 2018.

Últimas notícias