0 5 2

DIAS PARA O CARNAVAL!

GARANTA SEU
INGRESSO!

O Sambódromo do Anhembi

Onde estou?

Mapa do Sambódromo

A História

Celebrando 27 anos no Carnaval 2018, a avenida do samba já é um dos principais pontos turísticos da cidade de São Paulo.

Difícil lembrar do Carnaval de São Paulo sem nosso sambódromo, né?! Mas, entre 1977 e 1991, era na Avenida Tiradentes que as Escolas de Samba desfilavam para os foliões.

Com o aumento do público nas arquibancadas, foi preciso construir um local destinado ao evento. Foi assim que a prefeitura da cidade, em parceria com o Anhembi, homologou, em 1990, a construção do Polo Cultural e Esportivo Grande Otelo.

O Projeto foi feito pelo renomado arquiteto Oscar Niemeyer e sua inauguração aconteceu em 1991.

Desde então, o espaço passou por diversas reformas e atualmente possui uma estrutura de primeiro mundo em espaço e mobilidade.

Sua localização, no coração de São Paulo, ao lado da Marginal Tietê, é de fácil acesso a todas as regiões da cidade e rodovias. Afinal, uma estrutura tão grandiosa precisa mesmo ser acompanhada de uma boa logística.

As estações Barra Funda e Tietê do Metrô são os melhores pontos de referência e deslocamento para o Anhembi e contam com placas de sinalização para que os espectadores se locomovam para o sambódromo com segurança e facilidade.

Além disso, durante os dias de desfiles, linhas de ônibus gratuitas são disponibilizadas saindo dos terminais dessas estações para o percurso metrô – sambódromo – metrô.

A estrutura também conta com serviço de táxi conveniado dentro do complexo do Anhembi e imediações, além de um estacionamento com mais de seis mil vagas.

Ficha Técnica

Confira os números do Sambódromo:

Pista de 530 m de comprimento por 14 m de largura, com declive para evitar poças d’água;

9 setores de arquibancadas;

Área da Concentração: 23 mil m²;

Área da Dispersão: 14 mil m²;

Arquibancada Monumental (setor B), com capacidade para 7.748 pessoas, além de 8 camarotes; oito outros conjuntos de arquibancadas, com capacidade para abrigar 1.740 pessoas cada um (com exceção dos setores D e G, que comportam 1.447 pessoas), e 103 camarotes com estrutura de sanitários e lanchonetes, que acomodam de 10 a 90 pessoas cada;

Capacidade total de público (incluindo arquibancadas e camarotes): 33 mil pessoas;

Sanitários: 580 unidades fixas;

3 postos médicos de triagem no Sambódromo, com médicos, paramédicos, enfermeiros e auxiliares;

14 ambulâncias de suporte básico (no Pavilhão, Dispersão, no estacionamento do PAMA e uma em cada setor do Sambódromo por noite);

4 ambulâncias de Suporte Avançado com UTIs nos postos médicos e no Setor I;

Apoio do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) com 4 ambulâncias e 2 motos de resgate;

Bombeiros civis e militares na pista, nas áreas da Concentração e da Dispersão.

1.100 cavaletes da CET para fechamento de vias;

2.700 grades, totalizando 5.400 metros;

3.200 placas de fechamento metálico, num total de 6.400 metros;

41 câmeras de vigilância espalhadas por todo o Sambódromo;

1,7 megawatts de potência para a iluminação da pista;

12 telões de LED;

2 grandes reservatórios de água que somam cerca de 900 mil litros;

2 poços que, juntos, podem puxar até 410 mil litros de água por dia.

CADASTRE-SE E RECEBA EM PRIMEIRA MÃO, TODAS AS NOVIDADES DO CARNAVAL DE SÃO PAULO 2018