Acadêmicos do Tucuruvi

Ficha técnica

Fundação: 01/02/1976

 

Cores oficiais: azul, branco, vermelho e amarelo

 

Presidente: Hussein Abdo Elselam (Sr. Jamil)

 

Carnavalesco: Dione Leite

 

Mestre de Bateria: Serginho

 

Primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira: Kawan Alcides e Waleska Gomes

 

Diretor de Carnaval: Rodrigo Delduque

 

Diretor de Harmonia: Gabriel Ferreira dos Santos

 

Rainha da Bateria: Cintia Mello

 

Intérprete: Leonardo Bessa

 

Coreógrafo da Comissão de Frente: André Oliveira

 

Colocação em 2019: 13º lugar - grupo Especial

 

Ordem do desfile em 2020:
Grupo de Acesso - Domingo - 23/02
6ª escola a desfilar - 02h00

 

Enredo: “Faces de Anysio, o Eterno Chico. Sorrir é… e Sempre Será o Melhor Remédio”

Enredo 2019

 

Letra do Samba

FACES DE ANYSIO, O ETERNO CHICO. SORRIR É... E SEMPRE SERÁ O MELHOR REMÉDIO 

 

Hoje eu vou pra galera
Deixa a tristeza pra lá!
Todo mundo reunido
Tá na hora, Chico City está no ar
De Maranguape, o menino
Lançou a flecha do destino
Pediu passagem com coragem e amor
De tão singular, se torna plural
Em seus personagens, traduz emoções
A alma refletida nas paixões

 

- Alô, alô, quem é? - Fala, Salomé!
- Bento Carneiro assustou o Coalhada,
O professor deu nota 10 pro Bozó
E o salário, ó... virou piada!

 

Pode correr a sacolinha
Não é justo levar nosso dinheiro
Em cada face do artista
O jeitinho brasileiro
Levou aos quatro cantos do país
Irreverência sem pudor
Amado mestre, o povo aplaudiu
A escola mais querida do Brasil!
O rei do riso nos ensinou
O melhor remédio é sorrir
Eis o legado imortal
E a sua estrela vai brilhar no Carnaval

 

Bate forte no peito uma saudade
O meu sorriso é especial
Um show de alegria vem aí!
É Chico Anysio, é Tucuruvi

 

Compositores: Fábio Jelleya, Henrique Barba, JC Castilho, Edu Borel, Newtinho, Wladi, Abilio Jr, Myngal, Digo e Leonardo Bessa

 

Nossa história

Os Acadêmicos do Tucuruvi surgiu de um grupo de amigos que gostava de brincar e fazer folia no carnaval, saindo nas ruas do bairro do Tucuruvi com muito entusiasmo. 
 
Aos poucos, o descompromissado grupo foi adquirindo adeptos e terminou como Bloco estruturado.
 
Sob a liderança de José Leandro, Oswaldo de Salva e Tininho, entre outros, o Grêmio Recreativo Cultural Social Escola de Samba Acadêmicos do Tucuruvi foi fundado no dia 1º de fevereiro de 1976, tendo como símbolo um gafanhoto, já que em tupi Tucuruvi significa gafanhotos verdes.
 
Um fato que marcou a história da escola foi o seu primeiro desfile, em 1977. O carro alegórico era um gafanhoto que tinha como base uma Kombi coberta com tecido verde, uma realização inédita. A agremiação subiu para o Grupo Especial pela primeira vez em sua história 10 anos após sua fundação. O samba-enredo “Brasil em Aquarela” marcou a estreia da escola entre as grandes e ainda é recordado pelos sambistas paulistanos.
 
Outros dois personagens da escola que também merecem destaque são o presidente Hussein Abdo El Selam, o Jamil, e o compositor Maurinho da Mazzei, vencedor de quase 40 sambas nas escolas e blocos de São Paulo.
 
Em 2011, a Tucuruvi conquistou o vice-campeonato no Grupo Especial, seu melhor resultado na história no Carnaval paulistano.

Últimas notícias Ver todas