Gaviões da Fiel

Ficha técnica

Fundação: 01/07/1969

 

Cores oficiais: preto e branco

 

Presidente: Rodrigo Tapia (Digão)

 

Vice-presidente: Alexandre Domenico Pereira (Ale Osasco)

 

Carnavalescos: Paulo Barros e Paulo Menezes

 

Mestre de Bateria: Ciro Castilho

 

Primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira: Wagner Lima e Gabriela Mondjian

 

Diretores de Carnaval: Marcio R. de Souza, André da Silva Vicente, Carlos Eduardo Guedes Cordeiro, e Natália Zanotti

 

Diretor de Harmonia: Erica Jacobucci e Regina Dercoli

 

Rainha da Bateria: Sabrina Sato

 

Intérprete: Ernesto Teixeira

 

Coreógrafo da Comissão de Frente: Edgar Junior

 

Colocação em 2019: 9º lugar - grupo Especial

 

Ordem do desfile em 2020:
Grupo Especial - Sábado - 22/02
3ª escola a desfilar - 00h40

 

Enredo: “Um não sei quê, que nasce não sei onde, vem não sei como e explode não sei porquê…”

Enredo 2019

 
 

Letra do Samba

UM NÃO SEI QUÊ, QUE NASCE NÃO SEI ONDE, VEM NÃO SEI COMO E EXPLODE NÃO SEI PORQUÊ...

 

O que é esse aperto no peito?
Invade a alma, não dá pra negar
É a mais sublime inspiração de um criador
Que o sonho em suas mãos moldou (é o amor, é o amor)
Eu quero viver romances proibidos
Doce delírio que desperta os sentidos
Quando dispara o insensato coração
Se a alma eternizar... vai muito além da razão

 

Quantos sentimentos... me levam
À luta por um ideal
Chama que ninguém pode apagar
É a liberdade de poder sonhar

 

É, não existem fronteiras,
Nem mesmo barreiras vão nos separar
Se a vida imita a arte,
Numa doce ilusão vou mergulhar
Eu sou o olhar que te encontra pelas ruas
Um acorde que seduz à luz da lua
Sou o canto que ecoa pelo ar
E, se eu enlouquecer,
Será de tanto amar

 

Vai arrepiar... abra o seu coração
Vem se apaixonar, explodir de emoção
Um sentimento que arrasta multidões
Canta, Gaviões

 

 

Compositores: Rafael Falanga, Luciano Rosa, Biro-Biro, Portuga e William Tadeu

Nossa história

Maior torcida organizada do Corinthians, a Gaviões da Fiel foi criada em 1969. Mas, já em 1975, foram feitos planos para iniciar a história no Carnaval paulistano. Ângelo Fasanelo, um dos sócios, percebeu que muitos corintianos se dispersavam para desfilar em outras entidades e fundou o bloco Gaviões da Fiel, que participou do último desfile de carnaval realizado na Avenida São João. No ano seguinte, o bloco conquistava seu primeiro título com o enredo “Vai, Corinthians”.
 
A partir daí estabeleceu-se uma hegemonia e a conquista de 12 títulos em 13 possíveis chamou a atenção da recém-criada Liga das Escolas de Samba de São Paulo. Convidado para desfilar no Grupo de Acesso do Carnaval, estava criado ali o Grêmio Recreativo Cultural e Escola de Samba Gaviões da Fiel Torcida.
 
Já no primeiro desfile, em 1989, a Gaviões ficou com o vice-campeonato e subiu para o Grupo Especial. Um dos grandes momentos da escola foi em 1995, quando ganhou seu primeiro título na elite do samba com o enredo “Coisa boa é para sempre”, que se tornou um dos mais famosos da história do Carnaval paulistano. A partir daí, a agremiação se posicionou entre as melhores Escolas de Samba de São Paulo, sendo também a maior em número de componentes. Ganhou ainda outros três títulos, em 1999, 2002 e 2003.
 
Hoje, a Gaviões da Fiel é referência também entre as escolas de samba de São Paulo e a cada ano se aperfeiçoa, buscando profissionais de diversas partes do Brasil para apresentar na avenida um Carnaval inovador, sem que para isso precise abandonar a ideologia de 44 anos atrás.

Últimas notícias Ver todas