Império de Casa Verde

Ficha técnica

Fundação: 27/02/1994

 

Cores oficiais: azul e branco

 

Presidente: Alexandre Furtado

 

Vice-presidente: Alexandre Furtado Jr.

 

Carnavalesco: Flavio Campello

 

Mestre de Bateria: Zoinho

 

Primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira: Rodrigo Antonio e Jessica Gioz

 

Diretores de Carnaval: Rogério Figueira Ribeiro e Celso Luiz Martins

 

Diretor de Harmonia: Sergio Luis Oliveira

 

Rainha da Bateria: Valeska Reis

 

Intérprete: Carlos Jr.

 

Coreógrafo da Comissão de Frente: André Almeida

 

Colocação em 2019: 5º lugar - grupo Especial

 

Ordem do desfile em 2020:
Grupo Especial - Sexta-Feira - 21/02
6ª escola a desfilar - 04h40

 

Enredo: “Marhaba Lubnãn”

Enredo 2019

Letra do Samba

MARHABA LUBNÃN 

 

Vem das mãos do criador
O cedro que a história preservou 
Guardiões da terra prometida
Revelam magias ,o sopro da vida 
Nação milenar, o sol não se esconde 
Guerreiros ao mar, além do horizonte
Seguem ao toque do vento
As dobras do tempo na imensidão 
Das divindades, a fé e a proteção

 

Tantas emoções ao lutar
Pra te defender, por te amar
Se a lágrima rolar, faz parte da missão
A força de uma nação

 

Herança que ao mundo seduzia
A brisa se espalhava pelo ar 
Das cinzas uma lenda renascia
O sonho para imortalizar
Oh, meu Brasil!
Hoje sua alma é libanesa
Um elo de amor que não desfaz
Meu Tigre guerreiro num canto de paz 

 

Tá escrito nas estrelas
Que Deus é por nós
A Casa Verde é a nossa voz
Eu sou Império, mais um filho desse chão 
São duas bandeiras, um só coração

 

Compositores: Marcelo Casa Nossa, Carlos Jr, Gui Cruz, Armênio Poesia, Darlan Alves, Fredy Vianna, Rodrigo Minuetto, Rodolfo Minuetto e Xandinho Nocera

Nossa história

O Grêmio Recreativo Cultural Social Escola de Samba Império de Casa Verde foi fundado em 1994 por dissidentes do Unidos do Peruche. É considerada a escola com umas das mais rápidas ascensões no Carnaval de São Paulo
 
No final do ano de 1993, alguns moradores e comerciantes da região da Casa Verde, liderados por Daílson “Caçapa”, organizaram-se para fundar uma nova escola de samba no bairro. A primeira reunião se deu na Associação Saldanha da Gama, sendo decidido que Francisco Plumari Jr, o “Chico Ronda”, seria o presidente de honra e patrono da nova escola. O brasão e a bandeira foram projetados por Raul Diniz.
 
O primeiro desfile da agremiação foi em 1995 e a Império sagrou-se campeã da sexta divisão logo na estreia. Na sequência vieram mais dois títulos e um vice-campeonato, que conferiram à escola uma subida considerada meteórica para o Grupo de Acesso em 1999. Em 2002, com o vice-campeonato, ascendeu ao Grupo Especial.
 
Os anos de sucesso se repetiram para a escola na elite do samba paulistano. O Império conseguiu seu primeiro título no Grupo Especial em 2005, apenas 11 anos após sua fundação, com o enredo "Brasil: Se Deus é por nós, quem será contra nós?".
 
Novas conquistas vieram em 2006 e 2016 cantando, respectivamente, "Do Boi Místico ao Boi Real - De Garcia D´Ávila na Bahia ao Nelore - O Boi que come capim - A Saga pecuária no Brasil para o Mundo" e "O Império dos Mistérios".

Últimas notícias Ver todas